LUZ INTENSA PULSADA (LIP): SAIBA O QUE É E SEUS DIVERSOS TRATAMENTOS

 

O que é a Luz Pulsada?

A Luz Intensa Pulsada (LIP) é uma tecnologia que emite luz com diferentes comprimentos de ondas, atingindo, assim, vários tipos de alvo como a melanina (dos pelos, sardas e manchas escuras) , os vasos sanguíneos (microvazinhos da face, pescoço e colo) e o colágeno. Portanto pode ser utilizada para vários tratamentos. A luz emitida na pele gera calor, atinge a cor vermelha dos vazinhos e a cor escura da melanina dos pelos e manchas, eliminando-os posteriormente, estimula e remodela o colágeno mantendo a superfície da pele intacta.

Quais são as condições que se beneficiam com o tratamento da LIP?

• Depilação: Decorrente da destruição do folículo piloso pois a melanina do pelo é o alvo, apresenta boa eficácia comparada ao laser e é menos doloroso. Não serve, portanto, para pelos brancos, pois estes não possuem melanina.
• Tatuagens: os pigmentos escuros são os alvos e estes são fragmentados para depois serem eliminados pelo organismo.
• Melasma
• Sardas
• Melanose Solar: manchas escuras arredondadas na face, antebraço e dorso das mãos.
• Pequenos vasos sanguíneos na face
• Rosácea: apresenta-se como uma vermelhidão na face que na verdade é uma trama de vários vasos sanguíneos. A LIP não cura a rosácea, pois essa é uma doença crônica e deve ser tratada continuamente com Dermatologista, mas ameniza a vermelhidão.
• Poiquilodermia: ocorre devido a exposição solar com envelhecimento da pele, localiza-se no pescoço e colo e apresenta-se como uma trama de vasos sanguíneos, vermelhidão, hiperpigmentação e atrofia da pele. A LIP tem ação sobre os componentes da poiquilodermia, conseguindo obter uma melhora acentuada do problema.
• Flacidez
• Rugas finas
• Fotoenvelhecimento

Número de sessões de Luz Pulsada

O número de sessões varia de um paciente a outro e também de qual condição a ser tratada. O Dermatologista que vai determinar o número de sessões e o tempo de tratamento. O intervalo entre as sessões é de quatro semanas. Os resultados vão aparecendo progressivamente a cada aplicação e variam bastante de pessoa para pessoa.

Tanto o laser quanto a LIP é um procedimento que dever ser realizado por um médico, pois apesar de ser um tratamento seguro e não apresentar riscos pode ocorrer lesões superficiais na pele, formação de bolhas e até pequenas feridas que deveram ser tratadas pelo médico e que não costumam deixar qualquer alteração na pele ou causar prejuízos ao paciente.

O médico fará uma avaliação para determinar se não há nenhuma contraindicação ao procedimento.
O médico deverá ser informado sobre o uso continuo ou recente de medicações tais como Isotretinoina, anti-inflamatórios, anticoagulantes, antibióticos e etc, pois devera analisar cada caso e as medidas a serem tomadas.

Doenças como herpes simples, vitiligo, doenças de coagulação sanguínea, doenças auto-imune (exemplo Lúpus), infecções, amamentação, devem ser relatadas ao médico. Gravidez e pele bronzeada são contraindicações absolutas.