Está com unhas fracas? Saiba o que fazer

A unha é composta por uma proteína, chamada queratina que é uma forma modificada dos cabelos.

A unha normal é transparente, lisa, colada ao seu leito e apresenta crescimento contínuo. O crescimento das unhas depende de vários fatores, como hereditariedade, estresse e uso de medicamentos que podem afetá-las de maneira ruim, mas quem tem uma alimentação rica em nutrientes mantém a integridade da matriz e a boa vascularização da região.

As unhas das mãos demoram, em média, de 4 a 6 meses para crescer da base até a ponta; e as dos pés, de 6 a 12 meses.

A unha é tecido morto, então a matriz que fabrica a unha é que precisa receber as vitaminas , sais minerais e bom aporte sanguíneo  para a correta formação da unha e o seu bom funcionamento.

Sintomas

Quando as unhas estão fracas, quebradiças, descamando com facilidade e/ou ressecadas são sinais de que pode haver alguma doença interna, tais como anemia, hipotireoidismo , hipertireoidismo, má circulação, doenças cardíacas , renais ou hepáticas, diabetes, lúpus, psoríase, liquen plano, leucemia.

Outras alterações que devem ser avaliadas são micose , unha encravada e inflamações na cutícula, sendo que esta última são comuns em donas de casa que mexem muito com água, por isso é importante usar luvas para as atividades domésticas. Essas inflamações da cutícula podem levar à deformidade irreversível das unhas.

Pessoas que apresentam má alimentação ou fazem dietas radicais para perder peso rapidamente, geralmente ficam com as unhas quebradiças e lascadas devido à deficiência nutricional, das quais as mais comuns são: deficiência de vitaminas A, B12, B13 ,C, Zinco.

Alguns medicamentos também podem causar alterações de formato, textura e coloração nas unhas, tais como antibióticos minociclina e tetraciclina, anticonvulsivantes, antidepressivos e retinóides.

Dicas de como fortalecer as unhas

– Fazer exames de rotina e consultar um dermatologista caso apresente alguma alteração nas unhas.

– Alimentação saudável: a saúde das unhas está muito relacionada com uma dieta rica em proteínas, vitaminas e sais minerais.

– Usar luvas para as atividades domésticas.

– Usar esmaltes isentos de Tolueno e Formaldeído pois são compostos que podem ser corrosivos e causar alergias em algumas pessoas. O esmalte protege a unha, formando uma camada de proteção, mas necessita ser livre dessas substâncias e de boa qualidade.

– Trocar a acetona por removedores de esmalte: são menos agressivos.

– Cortar e lixar as unhas, cortes retos sem cortar os cantos das unhas, e não lixar a parte de cima das unhas, pois deixa-as porosas e mais frágeis.

– Não retirar as cutículas, só empurrá-las com a espátula, pois a cutícula faz a proteção da matriz das unhas  e protegem contra doenças.

– Hidratar as unhas é muito importante, pode-se usar o mesmo hidratante para as mãos, como também pode-se utilizar óleos de cravo, amêndoas e argan. Basta pingar uma gotinha de óleo em cada unha sem esmalte e massagear com os dedos duas vezes ao dia. Se fizer isso uma vez na semana, toda vez antes de esmaltar , vocês verão a diferença , para melhor, na suas unhas.

– O uso do Cálcio já foi comprovado em estudos científicos que não apresentam papel importante no fortalecimento das unhas, o Cálcio ajuda, mas não é principal fator. Os responsáveis pelo fortalecimento são as proteínas queratina e cisteína que compõem o nutricosmético Pantogar (já abordado aqui no blog) que deve ser prescrito por um médico dermatologista.

– É valido usar bases e esmaltes fortalecedores que podem ser formulações manipuladas prescritas por dermatologistas ou , se quiser , os produtos das marcas Mavala(importado) dão bons resultados, assim como a nacional Dermage lançou o NailForce base fortalecedora e hidratante a base de Cálcio e Queratina.