Como recuperar a pele das agressões do verão

Recuperar a pele do sol

 

Sol, mar, piscina e até o calor podem causar danos para a pele. Para recuperar a pele das agressões do sol, a hora do banho é fundamental. Aprenda

As alegrias do verão muitas vezes são um problema para a pele. É comum chegar ao fim de um dia de praia ou piscina e, na hora do banho, perceber que a pele está ressecada e às vezes até “repuxando”.

Isso acontece porque nessa época do ano acabamos mais expostos ao sol, vento e aos produtos químicos utilizados para tratar a água da piscina.

Além disso, as altas temperaturas e a areia também acabam por agredir a pele. “Esses fatores colaboram para o ressecamento e aspereza da pele, além de causar manchas, rugas e sardas, o que chamamos de foto dano”, explica Márcia Grieco, dermatologista do complexo hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo.

Para evitar esse tipo de problema, é fundamental tomar cuidados diários. Protetor solar tem de ser aplicado diariamente, em todas as partes do corpo expostas ao sol (não só no rosto, mas também no colo, braços etc). Mas ao ir para a praia ou piscina, o cuidado tem de ser redobrado. “É preciso aplicar o filtro solar com FPS 30 ou maior de duas em duas horas”, alerta Márcia. Se o programa envolver água, seja no mar ou na piscina, depois do mergulho seque a pele e reaplique também.

Tomar uma ducha de água doce depois do mar ou da piscina é uma prática comum, e em geral tem como objetivo não estragar os cabelos, mas também beneficia a pele. “A ducha tira da pele o sal do mar e a química da piscina. É uma atitude simples que ajuda a manter a saúde da pele”, diz a dermatologista Daniela Landim

Mas se o estrago já foi feito, o jeito é cuidar bem da pele. Evite banhos quentes, prefira a água morna ou fria, e não demore muito tempo no chuveiro. Prefira sabonetes neutros, e não use esponjas ou esfoliantes, que retiram a proteção natural da pele. Óleos e hidratantes para banho finalizam a chuveirada.

Depois do banho, não tenha preguiça e use um bom hidratante no corpo todo. “Loções de ceramidas, ureia, lactato de amônia e glicerina são boas escolhas”, sugere Márcia. Para evitar reações alérgicas, prefira hidratantes sem cor, nem perfume. “Não esqueça de usar um hidratante labial também”, lembra a médica. Existem alguns que têm FPS e devem ser usados também antes da exposição solar.

Se a exposição solar foi exagerada, e a pele acabou ficando vermelha e queimada, aposte nos sprays de água termal e no talco líquido para aliviar o incômodo.